5ª caminhada de prevenção à obesidade do HC acontece nesse domingo

(19/09/2012) O Grupo Multidisciplinar do ambulatório de Cirurgia Bariátrica do HC promove neste domingo (23-09), na Lagoa do Taquaral a 5ª caminhada de prevenção à obesidade do HC. O evento acontecerá das 8 às 12 horas e deverá receber cerca de 1.500 pessoas. O público terá acesso a orientação nutricional, cálculo de IMC (Índice de massa corpórea), teste de glicemia (Diabetes) e medida de pressão arterial.

Médicos, residentes, alunos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e professores da FCM e do Hospital de Clínicas estarão presentes para orientar a população. Segundo o coordenador da caminhada, professor Elinton Chaim, não há uma idade específica para a participação no evento já que a caminhada tem como propósito, alertar a população em relação aos riscos para a saúde acarretados pela obesidade.

O Ambulatório de Cirurgia Bariátrica do HC da Unicamp iniciou as atividades em 1998 e já realizou mais de 1000 cirurgias bariátricas, inclusive no HES-Unicamp. Desse total, mais de 80% são mulheres com idade entre 20 e 40 anos. Aproximadamente 50% dos obesos cadastrados pelo HC são diabéticos, quase 90% têm hipertensão e em média os pacientes não ultrapassam os 40 anos. A fila de espera para o procedimento no HC é de cerca de 2000 pessoas.

O coordenador orienta que os participantes da caminhada se preparem para o evento com um café da manhã com frutas, cereais e não se esqueçam de colocar roupas confortáveis, passar protetor solar e ingerir bastante água. Com a alta temperatura registrada nesse inverno e o clima seco é importante manter o organismo hidratado.

Os sintomas mais comuns da obesidade são a perda da visão ou visão dupla, formigamentos, tremores, fadiga, redução da força, dificuldade na fala, urgência ou incontinência urinária, transtornos cognitivos e emocionais. Estes sintomas podem ser leves, moderados ou intensos e surgem de maneira imprevisível, podendo evoluir em surtos ou de maneira lenta e progressiva. "A obesidade é um problema de saúde pública que precisa ser ampliado. É importante mostrar o quanto o sedentarismo pode agravar problemas de saúde relacionados ao excesso de peso", alerta Chaim. Para o cirurgião, a realização da caminhada e dos exercícios físicos diários são atitudes simples com bom efeito na prevenção da obesidade.

No Relatório de "Estatísticas Mundiais de Saúde 2012", divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no primeiro semestre do ano, o aumento das doenças não contagiosas relacionadas à obesidade preocupa os especialistas. Diabetes, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares são algumas das moléstias relacionadas ao excesso de peso e os demais fatores atrelados a esse quadro clínico.

Estima-se que o índice de obesidade tenha duplicado entre 1980 e 2008, considerando os dados de 194 países analisados. Em 2008, os índices já registravam prevalência de 10% de obesidade nos homens e 14% das mulheres no mundo. Sendo a região das Américas a com maior incidência da doença e o sudeste da Ásia o menor.

Estudos mostraram que a obesidade pode aumentar em até 12 vezes o risco de morte. Segundo Chaim,é necessário que existam mais programas de prevenção, para que as pessoas não cheguem a situações críticas que as impossibilitem de sair de casa. "A cirurgia bariátrica não pode ser vista como modismo da estética, já que apresenta risco de mortalidade no operatório e pós-operatório", afirmou o médico.

O evento tem o apoio da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Universitário (PRDU), Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Superintendência, Cecom, GGBS-Unicamp, Aspa-Unicamp e Núcleo de Voluntários do HC - Nuvohc.

HC

O Ambulatório de Cirurgia Bariátrica do Hospital de Clínicas atende cerca de 150 pessoas por mês com excesso de peso (IMC entre 25 e 35) ou obesidade. Os pacientes fazem uma entrevista inicial e são encaminhados para um tratamento que implique a cirurgia ou não. Antes de realizar o processo cirúrgico, os pacientes atendidos no ambulatório participam do grupo multidisciplinar composto por nutricionistas, psicólogos, psiquiatras, fisioterapeutas, enfermeiros e médicos e precisam perder entre 10 e 20% do peso.

Serviço

23 de setembro (domingo)
A partir das 8 horas
Parque Taquaral - portão 1

 

Caius Lucilius com Jéssica Kruckenfellner

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp
Share/Save