Estudo sobre diabetes tipo 2 procura pacientes voluntários

(14/02/2011)  O Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp realizará um estudo com o objetivo de avaliar a ação da diacereína - um fármaco utilizado no tratamento de artroses - nas alterações metabólicas que precedem o aparecimento do diabetes tipo 2. O estudo está aberto para voluntários com idade entre 18 e 65 anos, obesos, sem diagnóstico prévio de diabetes. Os voluntários serão submetidos à entrevista com os pesquisadores e o fármaco diacereína será administrado durante um mês, no Ambulatório Geral de Adultos (AGA).
 
A diacereína é uma droga empregada há tempos para o tratamento de artrose. Entretanto, estudos recentes realizados em animais demonstraram a ação benéfica da droga na sensibilidade à insulina e na tolerância a glicose, partes do metabolismo que são alteradas precocemente nos indivíduos que virão a ter diabetes. Segundo as médicas responsáveis pela pesquisa, Cristina Alba Lalli e Daniela Miti Tsukumo a diacereína tem muitas características encorajadoras para o foco da pesquisa, inclusive um potencial de tratamento para diabetes tipo 2 num futuro próximo.
 
O diabetes do tipo 2 é uma doença crônica que apresenta grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos. O Diabetes Mellitus 2 não têm cura e também é cada vez mais observado em crianças e adolescentes. "Os estudos são realizadas sob a supervisão de regras internacionais e dos Comitês de bioética que garantem o respeito e a integridade das pessoas voluntárias", esclarece Lalli.
 
Os interessados na pesquisa devem contatar a Dra. Cristina Alba Lalli e a Dra. Daniela Miti Tsukumo, nos telefones (19) 3521-7878, 3521-7175 ou 3521-7354. Outras infiormações também através dos e-mails: crislalli@yahoo.com.br e danimiti@gmail.com
 

Caius Lucilius com Yasmine de Souza

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp
Share/Save