Senador Suplicy participa de fórum na Unicamp

(13/05/2009) O Fórum Permanente de Extensão Universitária ocorreu hoje, 11 de maio, no auditório do Centro de Convenções da Unicamp, em comemoração ao dia do Assistente Social (15/05). O evento contou com a participação do Senador da república Eduardo Suplicy, PT-SP, pois o tema deste ano é Políticas Públicas de Inclusão Social: programa de Melhoria de Vida da Sociedade. “Ninguém melhor que o Senador Suplicy para falar de políticas publicas e o direito do cidadão à inclusão, que deixou de ser um favor ou solidariedade e se consolidou como lei”, diz Maria Rita Fraga, coordenadora do fórum e diretora do Serviço Social do HC/Unicamp.

O tema debate a Política Pública de Inclusão Social como direito do cidadão. Isso inclui a universalização dos acessos e a responsabilidade do Estado perante as questões da pobreza e da exclusão, o que permite a passagem da assistência social das práticas de benemerência para o campo da proteção social. Para Maria Rita, os programas de auxílio como renda mínima, bolsa família e lei orgânica de assistência social trás o beneficio da prestação de serviço e consolida o acesso ao direito do cidadão. Neste sentido, a implantação do SUAS, Sistema Único de Assistência Social, propõe a regulamentação nacional quanto aos compromissos com o direito e possibilita a organização com a Política Nacional. “É um grande desafio, no entanto é a política pública que trás o sujeito a inclusão”, conclui a assistente social.

O pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários (PREAC), Mohamed Habib, compôs a mesa de cerimônia junto ao secretário Municipal de Trabalho e Renda, Sebastião Arcanjo, as assistentes sociais Maria Rita Fraga (HC) e Janete Aparecida de Lima (CAISM), a diretora associada do CAISM, Ângela Maria Bacha e o coordenador de assistência do HC, Manoel Barros Bértolo “Nós estamos vivendo numa sociedade de incoerência. Nunca se avançou tanto em tecnologia e ciência e, paradoxalmente, nunca houve tanta exclusão social. Temos mais conhecimento e também mais problemas, pois o conhecimento está a serviço do capital e não do social”, constata Mohamed Habib. Anteriormente, o professor Manoel Bértolo direcionou suas palavras em agradecimento ao senador Suplicy por destinar grande parte do valor da emenda parlamentar individual em favor ao Hospital de Clínicas da Unicamp.

O senador iniciou seu discurso lembrando Martin Luther King, o maior líderes do ativismo americano na luta pelos direitos civis de cidadania e liberdade para negros e mulheres. Suas conquistas foram, mais tarde, agregadas na lei de estado norte americana, com a aprovação da Lei de Direitos Civis, em 1964, o qual o senador leu um trecho. Logo, pronunciou sobre o Bolsa Família, programa do governo que segundo Suplicy atende a um quarto da população brasileira. “Se quisermos diminuir as desigualdades e erradicar a pobreza, devemos promover a dignidade e a liberdade. O cidadão deve ter direito a compartilhar a riqueza da nação”, propõe. Suas palavras envolveram e contagiaram a plateia, que lotou o auditório da Unicamp e foi presenteada como um hip hop do Mano Brown, cantado pelo próprio Suplicy.

O evento decorrerá pela tarde com a palestra “Políticas Publicas e Inclusão social: Assistência Social e Programas de Transferência de Renda”, ministrado por Maria Carmelita Yazbek, professora de Pós Graduação da Faculdade Serviço Social da PUC-SP e autora do livro “Políticas Públicas do Trabalho e renda no Brasil Contemporâneo”. Em seguida, Ana Maria Girotti Sperandio, professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da FMC/Unicamp e Coordenadora da Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis no Brasil junto à Organização Pan-Americana de Saúde, comandará a palestra “Políticas Públicas de Qualidade de Vida”.

 

Caius Lucilius com Marita Siqueira
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save