Senador Suplicy visita Hospital de Clínicas

(11/11/2011) Mesmo com uma agenda lotada em Campinas e região, o senador Eduardo Suplicy fez questão de visitar o Hospital de Clínicas da Unicamp após participar de um almoço oferecido pelo reitor Fernando Costa. Antes no período da manhã, Suplicy participou do seminário “Renda Básica de Cidadania e Proteção Social”, promovido pelo Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (Nepp) da Unicamp e realizado no último dia 31, no auditório da Biblioteca Central Cesar Lattes. A visita no HC foi acompanhada pelo coordenador de Administração, João batista de Miranda, pela coordenadora de Assistência, Teresinha Tressoldi e pelo diretor da FCM, Mário Saad.

No HC, o senador visitou duas enfermarias no sexto andar e prometeu voltar ao hospital, para a entrega oficial de um novo tomógrafo que está sendo adquirido com recursos de emenda do parlamentar. Em 2009, o senador alocou recursos para aquisição de equipamentos para o centro cirúrgico do hospital. Para o Orçamento Federal de 2012, o superintendente Manoel Bértolo já apresentou um novo projeto de investimentos ao senador Suplicy. Será o terceiro ano consecutivo que o HC da Unicamp é contemplado com recursos de emenda do senador Suplicy.

A Comissão Mista de Orçamento do Congresso nacional aprovou no parecer preliminar ao Orçamento de 2012 que as emendas de deputados federais passarão de R$ 13 milhões para R$ 15 milhões, sendo que os parlamentares deverão carimbar R$ 2 milhões das emendas individuais para a área da saúde. Com isso, do total de emendas dos deputados, pelo menos R$ 1,2 bilhão deverá ser destinado para a área da saúde.

Já o evento do NEPP teve a presença da professora Ana Maria Medeiros da Fonseca, secretária extraordinária para Superação da Extrema Pobreza do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O encontro teve o objetivo de trazer a público um projeto de apoio e implementação da Renda Básica de Cidadania (RBC) no município de Santo Antonio do Pinhal (SP), além de discutir propostas de distribuição de renda em execução no país.

O projeto de lei instituindo a RBC, de autoria de Suplicy e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em janeiro de 2004, assegura a todo cidadão o direito incondicional de partilhar da riqueza da nação e de ter o mínimo para sua subsistência. O que se prevê, segundo Suplicy, é a transição gradual de um programa como o Bolsa Família - que hoje já atende a mais de 13 milhões de famílias (ou 51 milhões de brasileiros) - para a RBC, tornando-a cada vez mais universalizada, inclusive para os estrangeiros aqui residentes há cinco anos ou mais.

 

Caius Lucilius com Luis Sugimoto

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save