Cuidadores participam de seminário sobre assistência domiciliar

(12/08/2011) O Serviço Social do Hospital de Clínicas da Unicamp, em parceria com a disciplina de Medicina Interna da Faculdade de Ciências Médicas, realizou nos dias 9 e 10 de agosto, o XIII Seminário de Cuidadores Informais na Assistência Domiciliar, no anfiteatro cinco da FCM. O curso teve como objetivo passar dicas e orientações aos cuidadores, que em geral são familiares, amigos e vizinhos, a respeito dos cuidados com relação à medicação, tratamentos, direitos e nutrição dos doentes.

Neste ano, o evento contou com uma conferência em que o tema abordado foi “Cuidando de quem cuida”, firmando a importância do bem-estar e da saúde do cuidador para que haja eficiência em seu trabalho. “Muitas vezes o cuidador adoece, pois não tem momentos de descanso e lazer. Isso é muito comum, por isso lembramos que é importante ter alguém com quem alternar o trabalho e descansar pelo menos uma vez ao mês para recobrar as energias”, explica Ernesta Lopes Ferreira Dias, assistente social do HC e coordenadora do seminário.

Foram realizadas mesas redondas discutindo temas como: saúde emocional dos doentes, adaptação a novos equipamentos e novas tecnologias. Além de entrevistas, em que os participantes puderam fazer perguntar sobre cuidados com pacientes oncológicos, neurológicos, com doenças cardíacas e geriátricos. Ainda no seminário, foi apresentado um panorama de esclarecimento quanto aos direitos dos pacientes e benefícios que as famílias dos doentes podem usufruir, como o auxílio doença.

Para o médico Jamiro Silva Wanderley, o curso é uma oportunidade de ter um painel de profissionais que mostram várias maneiras de como cuidar dos doentes em casa. "As palestras mostram como ser eficiente no ato de cuidar. Muitas pessoas têm boa vontade, mas não têm conhecimentos sobre a técnica e acabam aprendendo a partir de muitas tentativas e até erros. O curso traz este conhecimento”, explica Wanderley.

Para Zete Aparecida de Souza (Foto), cuidadora há 9 anos, o curso traz dicas que auxiliam os cuidadores em determinadas situações. “No meu caso, cuido de idoso que sofreram violência doméstica e hoje moram sozinhos. Eles precisam de uma companhia, alguém que ajude no dia-a-dia. Tudo o que eu aprendi aqui, vou passar para eles”, explica Zete. A cuidadora participa do curso desde o ano passado e pretende continuar participando sempre que puder. ”A palestra de cuidados paliativos deste ano foi muito boa. Perdi alguns medos aqui, inclusive o medo que tinha da morte. Estou mais preparada para cuidar de pacientes que estão partindo”, afirma Zete.

 

Caius Lucilius com Yasmine de Souza
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save